Outubro Rosa

Mês de Combate ao Câncer de Mama. O CORE-DF Apoia essa causa



Atacado Bate Forte

CONTRATA para sua FORÇA DE VENDAS:

Representantes Comerciais, para venda de mais de 3.000 itens de produtos, dos segmentos de higiene, limpeza, perfumaria, bazar e alimentos, em regiões próximas a sua residência.



Homenagem ao Dia do Representante Comercial

Representantes que queiram ter suas histórias publicadas nas redes sociais no mês de outubro, entrem em contato.



1º de Outubro

Dia Pan-americano do Representante Comercial



Valorização do Representante Comercial



Representante comercial tem direitos garantidos por decisão do STJ.



Coronavírus: medidas emergenciais solicitadas pelo Confere à CNI e aos governos Federal, Municipais e Estaduais

No âmbito do Sistema Confere/Cores, foram editadas as Resoluções nº 1.149, nº 1.150 e nº 1.151, que determinam medidas de apoio aos Representantes Comerciais

Informamos que estamos atentos aos clamores da categoria dos Representantes Comerciais, tendo, solicitado à Confederação Nacional da Indústria (CNI) que envide esforços no sentido de que as representadas não rescindam os contratos que mantém com os representantes comerciais, principalmente, no interregno da pandemia, assim como não haja a diminuição dos percentuais das comissões recebidas pelos mesmos e que não seja permitido que a eventual inadimplência dos clientes seja suportada pela categoria.

– Ofício enviado à CNI.

Solicitamos, também, medidas emergenciais, às esferas Federal, Municipais e Estaduais, tais como:

  • Garantia de livre circulação dos representantes comerciais que atuem em áreas essenciais, tais como médica, hospitalar, medicamentos, alimentícia, higiene, limpeza e construção, sem prejuízo de outras;
  • Isenção, suspensão ou diminuição de tributos e outros encargos devidos pelos representantes comerciais;
  • Criação de linhas de créditos especiais e auxílios financeiros aos representantes comerciais;
  • Suspensão dos prazos de processos administrativos tendo como sujeito passivo o representante comercial.
  • Isenção de pagamento de pedágio por representantes comerciais que atuem nas áreas médica, hospitalar, medicamentos, alimentícia, higiene, limpeza e construção.
  • Isenção ou suspensão de tributos e demais encargos relacionados ao licenciamento de veículos utilizados por representantes comerciais.
  • Sejam os representantes comerciais, também, beneficiados pela proposta de auxílio mensal a ser pago aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa, durante a crise instaurada.
  • Sejam os benefícios fiscais concedidos aos optantes pelo Simples Nacional, previstos na Resolução nº 152/2020 – CGSN, estendidos às empresas optantes pelo regime do lucro presumido.

– Ofícios enviados aos governos Federal, Municipais e Estaduais.

No âmbito do Sistema Confere/Cores, foram editadas as Resoluções nº 1.149nº 1.150 e nº 1.151, que determinam medidas de apoio aos Representantes Comerciais, como:

  • Quanto à aplicação da multa pelo registro profissional fora do prazo, não serão considerados para o cálculo os duodécimos correspondentes ao período de março a junho;
  • Para quem optou por pagar a anuidade em até 3 (três) parcelas, sem descontos, vencendo-se a primeira em 30 de abril, a segunda em 31 de agosto e a terceira em 31 de dezembro de cada ano, informamos que o pagamento da 1ª parcela da anuidade que tinha vencimento em 30 de abril de 2020, poderá ser efetuado até 30 de junho de 2020, sem acréscimos;
  • O prazo para requerimento da suspensão do registro por inatividade foi prorrogado para o dia 31 de agosto de 2020;
  • Os Conselhos Regionais foram autorizados a concederem carência de até 90 dias para pagamento, pelo representante comercial, pessoa física ou jurídica, da primeira parcela dos acordos de negociação de débitos. A medida vale para acordos firmados a partir de 20 de março. Já os prazos dos acordos em curso poderão ser prorrogados por até 60 dias, contados dos vencimentos de cada parcela.

Fonte: CONFERE



Coronavírus – Representante comercial terá direito ao auxílio emergencial?

O presidente da República sancionou com vetos, nesta quarta-feira (1º), a lei que estabelece um auxílio de R$ 600 mensais, por três meses, a trabalhadores informais.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, anunciou a sanção em rede social. A medida não tinha sido publicada no “Diário Oficial da União” até o início da manhã desta quinta-feira (2). A publicação é necessária para oficializar o auxílio e permitir que o benefício seja concedido.

O auxílio tem o objetivo de diminuir o impacto da pandemia do coronavírus na renda dessas pessoas – que não têm carteira assinada e, por isso, foram mais afetadas pelas medidas de isolamento social.

Embora se enquadre, a categoria dos representantes comerciais terá que cumprir requisitos para obter o benefício. Para ter direito, por exemplo, os ganhos mensais da família não podem ultrapassar o valor de R$ 3.135,00, nem ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2018.

Além disso, o candidato ao benefício tem de estar escrito no Cadastro Único do Governo Federal, destinado aos trabalhadores informais ou contribuir individualmente com a Previdência Social, e o profissional não pode receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família.

Em resumo, o novo Decreto pode sim beneficiar os representantes comerciais autônomos enquadrados na situação acima, além de priorizar os profissionais de baixa renda, os microempreendedores individuais – MEI (neste caso, exclui-se o representante comercial) e os beneficiários do bolsa família, todos inscritos no Cadastro Único.

Fonte: CORE/SP



Representantes Comerciais Heróis Autônomos



Prazo de até 90 dias para pagamento

Resolução nº 1.149 – Confere estabelece a concessão de PRAZO DE CARÊNCIA DE ATÉ 90 DIAS para pagamento (pessoa física e jurídica) da 1ª parcela dos acordos firmados à partir de 20/03/2020.

Os prazos de pagamento dos acordos já em curso PODERÃO SER PRORROGADOS POR ATÉ 60 DIAS, contados do vencimento de cada parcela

Os prazos de suspensão de registros por inatividade FICAM PRORROGADOS ATÉ 31/08/2020

Registros fora do prazo terão multas que não considerarão os duodécimos relativos a março a junho de 2020

O pgto. do 1º quadrimestre da anuidade de 2020, com vencimento em 30/04/2020, poderá ser efetuado sem acréscimo até 30/06/2020

Veja Resolução completa